Banda Filarmónica

A Banda Filarmónica da Sociedade Filarmónica Gualdim Pais foi fundada em Março de 1877 e
manteve-se sempre em atividade ao longo dos seus 140 anos.

Atualmente é constituída por 76 músicos, sendo
composta maioritariamente por alunos do Centro
de Formação Artística da SFGP e Professores da
mesma, onde são lecionados Cursos Básico e
Secundário de Música em todos os instrumentos
de sopro e percussão e ainda piano, contrabaixo,
violoncelo, violino e guitarra.
A Sociedade Filarmónica Gualdim Pais é uma
Instituição de Utilidade Pública desde 1982 e Instituição Particular de Solidariedade Social
desde 1994.
Do currículo da Banda Filarmónica, consta:
1936 – 1.ª classificada no Concurso de Bandas do Distrito de Santarém
1969 – 1.º prémio em Bandas de 1.ª categoria na Feira Nacional de Agricultura
1972 – 1-º prémio no Concurso Nacional de Aprendizes de Música
1988 – 2.ª classificada no Concurso Internacional de Bandas da Amadora
1995 – 1.º prémio no Concurso Nacional “à Volta do Coreto” organizado pela RTP
2008 – 2.º prémio no Concurso Internacional de Vila de La Sénia (Espanha).
A Banda Filarmónica passou a centrar todo o seu trabalho artístico na realização de concertos,
tendo feito nos últimos anos dezenas de concertos e apresentações, no país e estrageiro, entre
estes de destacar os concertos com a Banda “Quinta do Bill”, em Julho de 2013 e Julho de
2015 e com a Banda “We Trust” no Festival Bons Sons em Agosto de 2014. Em Outubro de
2018 apresentou, com o Simantra – Grupo de Percussão, em estreia mundial, duas obras:
Coffe Break, de Jorge Salgueiro e Concertino, de Nuno Leal.
Dirige atualmente a Banda Filarmónica o maestro Nuno Leal.